Topo
Se Conselho Fosse Bom

Se Conselho Fosse Bom

Categorias

Histórico

"Minha sogra reclama que a minha casa não está limpa. O que eu faço?"

Karin Hueck

16/08/2019 04h00

(Foto: Pexels)

Ela não aguenta mais o controle da sogra

"Minha sogra até que não é das piores, só tem uma coisa que me deixa louca. Toda vez que ela vai na nossa casa, ela fica "reparando na bagunça". Ela dá aquela conferida no fogão, na louça em cima da pia, começa a organizar umas coisas que eu deixo em cima da mesa. Uma vez, eu juro que ela passou o dedo no rack da TV pra ver se tinha pó. Eu trabalho fora o dia inteiro e sei que a nossa casa podia estar mais ajeitada, mas é o que dá pra fazer. Estou a um ponto de bater boca com essa mulher!

– Sogrinha querida"

– Cara norinha querida

Está faltando um elemento muito importante na sua carta, aquele que conecta você com essa sogrinha de hábitos adoráveis: o seu marido. Vamos lembrar que o filhinho que ela botou no mundo também mora na mesma casa e tem tanta obrigação quanto você de deixar o lar nos eixos. Não é porque você é a mulher que precisa se sentir responsável pela manutenção da limpeza. Mais do que isso. Se vocês gostam da casa do jeito que ela é e decidiram que, não, não querem ficar esfregando o fogão antes de as visitas chegarem, é ele quem precisa avisar isso pra mãe dele. Na verdade, é ele quem deveria intermediar essa relação de uma forma geral. "Mãe, faz favor de tirar o dedo de cima do rack e senta no sofá que vou te servir um café. Prometo que vou procurar uma xícara limpa", é um bom começo.

Veja também

Ela foi traída, mas ele é carinhoso e gentil

"Meu namorado me traiu. Ele foi fazer uma viagem de trabalho e foi lá que conheceu alguém e me traiu. Eu sei que na época eu não estava dando muita atenção pra ele. E ele é um homem carinhoso, romântico, gentil comigo. Sinto de verdade que ele me ama e fica pedindo para eu o perdoar, que quer me fazer feliz… Não sei o que fazer, me ajuda por favor.

– Fico ou vou?"

– Cara fico ou vou

Nem todas as traições são imperdoáveis. Depende muito da relação que vocês têm, se a traição é ou não uma coisa recorrente, se ele foi honesto com você depois, se está disposto a trabalhar pelo relacionamento. Pelo que você diz, seu namorado parece atender a vários desses critérios. Me parece também que você quer ficar com ele, o que também conta muito. Só você pode decidir se prefere ficar ou partir, mas nem sempre um escorregão no meio de um longo relacionamento funcional e respeitoso precisa terminar numa separação.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Sobre a Autora

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados.

Sobre o Blog

Se Conselho Fosse Bom é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas.