Topo
Se Conselho Fosse Bom

Se Conselho Fosse Bom

Categorias

Histórico

“Vi minha namorada 32 anos mais nova que eu com outro. Devo casar com ela?"

Karin Hueck

01/11/2019 04h00

(iStock)

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br 

Ela me trai, mas quer casar

"Tenho 64 anos, estou divorciado há 15, e tenho filhos criados. Depois de algumas aventuras e tentativas, estou me relacionando com uma garota de 32 anos, que é separada há 3 anos e não tem filhos. Ela tem aparência e corpo de 24. Bem, estou bastante empolgado: ela reacendeu a libido em mim, é bem humorada, sempre disposta, raramente diz não. Nunca imaginei frequentar hotéis e motéis com tanta frequência. Meus amigos não se cansam de manifestar inveja por eu estar com uma garota "tão gostosa", na palavra deles. Eu estou estabelecido profissionalmente, com situação financeira, definida e estável. Por outro lado ela tem situação social bem mais difícil, desempregada no momento, sem formação universitária, advinda de família bastante humilde. Pois bem, ela já propõe oficialização do relacionamento. Quer me apresentar aos pais, que estão cientes e concordantes com a relação, segundo ela. E eu bem que gostaria também. Entretanto, uns meses atrás eu a vi com um rapaz no shopping: estavam abraçados e se deram um selinho de despedida. Eu fiquei um tanto aturdido, mas, na verdade sempre esperei algo assim. Até hoje não contei o que vi. Ela mantém o entusiasmo e a proposta de oficialização. Por mim, manteria como está, aliás muito confortável. Mas ela insiste fortemente em morar comigo, ou mesmo casar. E eu estou com medo de perdê-la…" Ass.: Garotão

Caro garotão,
A melhor coisa que poderia ter acontecido é você ter visto a sua namorada com outro rapaz no shopping. Assim você já sabe os termos desse relacionamento. Você continuar com ela depois de saber que ela tem outro é uma escolha 100% sua, e parece que você está focando nos outros "ganhos" com ela, aqueles que não incluem necessariamente a fidelidade. Mas não tem por que você se meter num casamento. Namorem, viajem, se curtam — mas não caia na cilada de se amarrar nela. Não se iluda que um casamento a faria parar de sair com outros. Aliás, assegure-se de que você não está correndo o risco de engravidá-la também, a não ser que você esteja morrendo de vontade de voltar a pagar 15 anos de mensalidade escolar. Trinta e dois anos é uma diferença de idade enorme: é natural que ela queira viver as fases da vida pela quais você já passou — e lembre-se que é mais natural ainda que esse seu "fogo" inicial não dure para sempre. Se ela decidir pular fora, paciência. Você ainda tem muita vida pela frente e está numa situação confortável e livre de amarras: por que não procurar alguém que possa te satisfazer em todos os aspectos, não só o sexual? A dica para isso é não usar a inveja dos amigos como critério de escolha para achar uma namorada.

Veja também

Cunhada com cara de…

"Olá, namoro há pouco mais de um ano com uma cara, e nosso relacionamento é bem sólido. Frequentamos a casa um do outro, inclusive ele é sempre muito bem recebido na minha casa. Acontece que ele tem uma irmã mais nova (de 27 anos), que não faz a mínima questão de ser simpática, me trata com muita rispidez, me bloqueou das redes sociais. Nunca fiz nada, pelo contrário, sempre tento ser a pessoa mais agradável possível, dei presente no aniversário etc. Porém isso me incomoda demais. Meu namorado não tem boa relação com ela, e penso que possa ser esse o motivo, mas poxa, não tenho culpa. Não sei lidar direito com essa rejeição, e isso me faz não ter vontade de frequentar a casa dele". Ass.: Se cunhada fosse bom, não começava com…

Cara se cunhada fosse bom,
Ao que tudo indica, você se meteu em um drama que não é seu, que é essa briga entre irmãos. Se o seu namorado não tem uma boa relação com a irmã e essa irmã não consegue conceber que vocês dois são duas pessoas diferentes, honestamente, este não é um problema seu. Continue sendo educada e gentil, mas enxergue a situação por outro ângulo: que você não está perdendo grande coisa ao não ser amiga dessa cunhada. Nem todo mundo precisa gostar da gente, e não tem nada de errado nisso. Você vai ver como isso é libertador.

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Sobre a Autora

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados.

Sobre o Blog

Se Conselho Fosse Bom é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas.

Se Conselho Fosse Bom