Topo

Histórico

Categorias

“Minha amiga me dá comida estragada de presente. O que eu faço?”

Karin Hueck

22/11/2019 04h00

Marmitas fitness com bolor

"Tenho uma amiga que de vez em quando cozinha marmitas fitness e me dá. Não vou nem entrar no mérito se é ou não legal ficar dando marmita diet para as amigas sem que elas peçam. O que me incomoda é que a cozinha dela é muito porca e ela deixa a comida na geladeira por muito mais tempo do que o recomendado pela vigilância sanitária. Eu tenho nojo, mas também tenho receio de magoar a Peppa. O que eu faço? Continuo aceitando as marmitinhas? Como dizer que não dá para comer?" Ass.: Amiga da Peppa

Cara Suzy Ovelha,
Realmente, é bem descabido oferecer comida diet a alguém sem que a pessoa tenha pedido por isso. "Quem disse que eu quero emagrecer, Sheila?", teria sido uma boa opção na primeira vez que ela viesse com a oferenda. Mas perdemos a ocasião. Como você sabe que ela deixa a comida por tempo demais na geladeira? Você já ganhou alguma marmita realmente estragada? Se sim, o melhor é ser direta — com jeitinho: "Sheila, a crepioca de quinoa que você me deu na semana passada estava meio azeda. Não precisa mais fazer marmita pra mim, tá bom?" Acho que é uma situação constrangedora o suficiente para ela parar com os "presentinhos".

Veja também:

Ele ficou cego e me humilha todos os dias

"Sou casada há 6 anos e tenho dois filhos. Logo depois que eu conheci meu marido, ele perdeu a visão mas isto não mudou nada pra mim. Continuei amando ele da mesma forma, até porque ele já era deficiente físico. Ele tem 30 anos eu tenho 24, temos uma família linda, mas ele deixa a mãe dele interferir muito na relação, e isso já nos prejudicou muito. Todo dia temos uma briga. Sinto que o que sentia por ele já não é o mesmo porque ele me humilha muito e fica falando que não faço nada. Na verdade, eu trabalho o dia todo, faço todos os deveres da casa, tento ajudar ele fazer fisioterapia pra usar a prótese, mas ele sempre para em menos de um mês. Não sei mais o que faço. Ele já falou de ir embora várias vezes, mas nunca teve coragem, e eu não queria que a gente se separasse por vários motivos, mas não sei se por amor. Me ajuda, o que eu faço?" Ass.: Crise total


Cara crise total,
Ler a sua carta foi como ir descascando uma cebola: cada frase traz uma nova camada de problemas — e todos eles imensos. Geralmente, não gosto de palpitar sobre crises nos casamentos dos leitores e cravar o que eles devem fazer, mas no seu caso acho que você deveria seriamente considerar um divórcio. Vocês não é feliz sexualmente, assume todas as tarefas de casa sozinha, trabalha o dia inteiro, cuida da saúde dele, atura a sogra espaçosa – e ele ainda fica te humilhando? Não consigo enxergar o que você está ganhando nesse relacionamento, e você vai ver que a sua vida vai melhorar muito longe dele. Me parece também que você já não gosta mais dele, o que faz todo o sentido considerando a situação. Avise-o que você vai entrar com um pedido de divórcio e construa sua vida a partir daí. Você parece ser uma pessoa generosa e paciente – não se contente com pouco.

Sobre a Autora

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados.

Sobre o Blog

Se Conselho Fosse Bom é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas.

Se Conselho Fosse Bom