PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

“Devo voltar com o homem que me deixou amarrada num trator depois do sexo?”

Karin Hueck

22/05/2020 04h00

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br 

(foto: Pexels)

Oi. A minha história é um pouco complicada. Eu fui largada no altar e por isso fiquei em depressão por 4 anos. Engordei, bebi todas, mas voltei a sair. Alguns rapazes até quiseram me namorar, mas eu os achava feios ou bobos demais. Me interessava apenas pelos proibidos, pais solteiros, casados, playboys inconsequentes. Agora estou com 31 anos e ainda tenho o sonho de ser mãe. Recentemente, me apaixonei por um carinha que terminou com a noiva. Ele é lindo: coque samurai, barba rala e olhar malicioso. Ele tem 40 anos e é muito bom de cama. Porém, ao fazer sexo comigo, ele me chamava de gorda, obesa, que eu tinha mau cheiro nos pés e ainda por cima toda vez cobria meu rosto com o travesseiro, cuspia em mim e saía dando risada. Ele ainda era apaixonado pela ex e falava que comigo era só sexo selvagem. Um dia, ele me amarrou num trator e fizemos o melhor sexo da vida, mas depois ele me deixou lá fritando no sol. Depois desse dia, tive uma crise nervosa e nunca mais o procurei. Agora ele está de volta, me mandou um buquê de flores, disse que largou da ex de verdade e que mudou, e quer me namorar. Pior que eu o amo. Mas devo ficar com ele de novo?
– Ass: Possuída

Cara possuída,
Sinto muito que você tenha passado por esses anos de tristeza na sua vida. Entendo que ser largada no altar é uma coisa muito traumática, e é compreensível que você tenha entrado em alguns comportamentos autodestrutivos depois dessa experiência. Não se engane: isso que você chama de "interesse pelo proibido" faz parte desse comportamento. Todos esses relacionamentos que você cita já nasceram fadados ao fracasso. E aí aparece esse samurai de quinta. Acredito que o sexo consensual entre dois adultos possa incluir muitas atividades, digamos, ˜exóticas˜. Mas do jeito que você descreve as coisas, não me parece que você saía feliz desses encontros. O negócio do trator é absurdo. Pode ter sido o melhor sexo da sua vida, mas como você se sentiu depois, largada amarrada num trator? Resultou em uma crise nervosa. Por favor, bloqueie imediatamente esse homem horroroso do seu celular. Ele não merece uma segunda chance. Procure um psicólogo com quem você possa trabalhar esses últimos anos da sua vida – a maior parte está atendendo por Skype durante a pandemia. Você vai ver que tem muita gente boa, carinhosa e apaixonante por aí, que vai te tratar da maneira como você merece. 

Leia também:

"Minha ex tem outra, mas não me larga"

Então, eu gostaria de saber por que minha ex não me bloqueou das redes até hoje. E mais do que isso: ela ainda me liga para conversar, para contar que o cachorro dela  ficou doente, essas coisas. Só que tudo escondido da mulher atual dela. Eu não a procuro mais porque ela me fez chorar muito, sabe. Eu fui a amante dela por anos. Quando ela finalmente terminou o casamento, eu achei que iríamos viver nossa história de amor, mas 10 dias depois da separação ela apareceu namorando outra! Eu fiquei desolada, sem chão, e segui minha vida. Mas agora ela fica me procurando para conversar, eu não entendo!
– Ass: Doída demais

Cara doída demais,
Hoje é o dia das pessoas horríveis, não é possível. A sua ex fica te procurando depois de tudo o que fez você passar porque ela não é uma pessoa legal. Ela não está nem um pouco preocupada com os seus sentimentos e, por ela, ficaria mantendo você como amante indefinitivamente, enquanto namora outras. Duvido que você e a atual dela sejam as únicas, aliás. Enquanto você der espaço para ela entrar na sua vida, ela vai fazer isso. Quando ela vier se lamuriar que o peixinho dourado dela está com dor de barriga, deixe-a falando sozinha. Não responda nada nunca mais. Você vai perceber como sua vida vai melhorar sem esse encosto.

Sobre a Autora

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados.

Sobre o Blog

Se Conselho Fosse Bom é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas.

Se Conselho Fosse Bom