PUBLICIDADE

Topo

“Reencontrei um ex de 30 anos atrás. A gente vai namorar de novo?"

Karin Hueck

28/08/2020 04h00

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br

Imagem: Pexels

Depois de 30 anos, meu primeiro namorado me procurou. Ele ficou viúvo no ano passado, e eu sou viúva há 20 anos. Depois do primeiro contato, ele já veio uma segunda vez em minha casa. O que você acha? Qual é a dele? Ele ainda não tomou nenhuma atitude e nem fala dos sentimentos.
– Um amor velho
– Cara um amor velho
Eu sei que é fácil falar, mas tente se acostumar com a ideia de não saber todas as respostas por enquanto. Talvez você tenha tido outros relacionamentos ao longo dos últimos 20 anos, talvez não, mas o mais comum é que eles aconteçam sem manual de instruções e que as coisas se desenrolem aos poucos. Nessa altura, é importante que vocês passem tempo juntos, que você o conheça melhor. O provável é que nem ele saiba ao certo "qual é a dele". Pense do seu ponto de vista: você já sabe o que quer? Eu acho que não é à toa que ele tenha te procurado depois de 30 anos. Provavelmente, ele mantém carinho por você e está interessado em saber se vocês ainda seriam uma boa dupla. De resto, tente aproveitar. Essa incerteza, embora um pouco enlouquecedora, também pode ser uma delícia.

Veja também

 

Meu namorado terminou comigo tem dois meses porque ele disse que não estava bem com ele mesmo e que nada o fazia melhorar. Ele é depressivo. Eu disse que queria tentar ajudá-lo e que podíamos ir devagar no relacionamento. Ele no começo aceitou, mas depois disse que não estava bem naquela situação, então terminamos. Nós namoramos por três anos e eu ainda o amo muito. Quando a gente terminou, eu prometi que continuaria ajudando-o. Eu marco os médicos para ele, vou junto nas consultas, ajudo a comprar os remédios da depressão. E combinamos que talvez a gente pudesse voltar, mas que não era pra eu ficar presa a isso. Às vezes, a gente mantém contato. Mas eu fico numa eterna dúvida, se devo continuar o contato, ajudando-o, ou se eu sumo da vida dele para que ele sinta minha falta e volte. Ao mesmo tempo, eu prometi que iria ajudá-lo. Tenho medo de que depois de tudo isso a gente não volte. O que você me aconselha a fazer?
– Ex e cuidadora
– Cara ex e cuidadora
A primeira coisa que você precisa fazer é aceitar que o namoro de vocês terminou e que, a princípio, nada indica que vocês vão voltar algum dia. Pelo contrário, ele deixou claro diversas vezes que preferia ficar sozinho. Por isso, é importante que você faça as suas escolhas levando em conta o seu bem-estar, e não uma possibilidade remota de vocês voltarem a namorar. Para isso, é importante que você pare de servir como cuidadora dele. Você está apenas com a parte pesada do relacionamento. Foi muito generoso da sua parte oferecer ajuda, mas não acho que seja saudável você manter esse laço, ainda mais quando as suas esperanças ainda são tão fortes. Ele está nas mãos de médicos e profissionais que estão tratando a doença dele. Agora é hora de cuidar de você. Vai doer quando você aceitar o fim, mas eu prometo que ficar nesse chove-não-molha vai acabar te machucando um dia.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Sobre a Autora

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados.

Sobre o Blog

Se Conselho Fosse Bom é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas.