PUBLICIDADE

Topo

Histórico

“Devo perdoar a traição do meu marido?”

Karin Hueck

12/06/2020 04h00

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br

Imagem: Pexels

Meu marido tinha uma amiga de infância que ele ficou muitos anos sem ver. Uns 5 anos atrás, eles se encontraram e começaram a recuperar a amizade. Sempre soube que ele já tinha sido apaixonada por ela. Tomavam café juntos e eu dizia que o correto era trazer ela pra casa, comigo e com o marido dela, para que os encontros fossem em família. Só que por ela ser uma pessoa muito liberal, que fala palavrão o tempo todo e não tem o mesmo nível de moral que o meu, ele não quis trazer ela em nossa casa. Tempos depois, encontrei no celular dele fotos dela nua em uma banheira. Aí começou o inferno. Recuperei as conversas apagadas e não reconheci o meu marido de 17 anos. Tudo começou com ela brincando de como seria se eles tivessem se casado. A brincadeira foi pro lado obsceno. Ela perguntava quando eles iam fazer sexo de verdade, mas ele dizia que não estava nos planos dele. Ele não mandou fotos nem vídeo, mas ela mandava. Um certo dia num final de encontro eles acabaram tendo relação sexual dentro do carro dela. Ela foi com uma roupa que facilitava e levou camisinha. Quando ele terminou, saiu imediatamente. Disse que chorou e sentiu muito nojo dele mesmo. Diz que gostava da fantasia mas que não sentia atração por ela. Ele se lavou com tanta força quando chegou em casa que até se machucou. Chegou a pesquisar com quantos dias a pele do corpo humano se troca. Hoje ele chora diz que me ama. Sabe da sua grande parcela de culpa e faz terapia. Pelas conversas, dá para ver que só aconteceu uma vez porque ela ficou com ódio dele depois. O que eu faço?
– Perdão ou não?
– Cara Perdão ou não"
Olha, não posso garantir que nunca mais vai se repetir, mas acho que, se alguém jamais mereceu uma segunda chance, essa pessoa é o seu marido. Ele 1) está arrependido, 2) foi sincero com você (te dando detalhes até minuciosos), 3) não tem mais contato com a mulher e 4) está fazendo terapia para ser uma pessoa melhor. Acho importante que você entenda a responsabilidade do seu marido. Não é o fato de a ex-amiga falar palavrão ou usar roupas sensuais que fez ele se envolver com ela. Como ele mesmo disse, ele gostava da fantasia – o que é humano. Ele parece estar ciente disso. Todo mundo erra – até as pessoas de "alto nível moral". Não dá para botar a mão no fogo por ninguém, mas acho que o homem que cogitou se esfolar de tanta culpa parece saber diferenciar o que é certo e do que é errado, o que já é um começo.

Veja também:

 

Querida, estou em um dilema. Sou casada e amo meu marido, porém de um ano pra cá, me envolvi com um antigo colega de trabalho e hoje estamos bem ligados emocionalmente. Não chegamos de fato a ter relações sexuais, rolou apenas alguns amassos em poucas ocasiões. Ele também é casado e perdeu uma filha que era fruto de uma inseminação artificial e devido a isso, ficou com o casamento bastante abalado. Atualmente não me encontro na melhor fase do meu casamento, pois meu marido prefere jogar videogame a ficar comigo e assiste vídeo pornô no computador em vez de me procurar. Isso me magoa muito, mas não quero usar isso como desculpa para continuar com a minha "amizade colorida". Por outro lado, fico com pena do meu amigo pois, ele a cada dia mais, externa a vontade de largar da esposa pra ficar comigo e eu não tenho o mesmo objetivo, queria só ter um lance pra "variar". Porém tenho medo de abandoná-lo totalmente pois ele toma remédios e já teve crise de ansiedades algumas vezes. Realmente não sei como lidar mais com isso. Me da uma luz?!?
– Quero parar mas não consigo
– Cara "Quero parar mas não consigo"
Você está com dois problemas paralelos. O primeiro é o seu casamento. As coisas não parecem ir bem, mas você diz que o ama e que quer ficar com ele. Cabe a vocês tomarem alguma iniciativa para se ajeitarem – conversas, terapia de casal, esforços mútuos. Garanto que um amante não está nessa lista. Já o segundo problema é esse seu antigo colega de trabalho. Não seja a pessoa casada que fica enrolando o amante – aquela que nem assume o relacionamento, nem termina tudo para que ele possa tocar a vida. Diga que você não tem nenhuma intenção de terminar o seu casamento. Ele pode ter crises de ansiedade, mas garanto que o pior cenário para ele é ficar nesse lenga-lenga. "Não consigo parar de vê-lo" não é motivo para empacar a vida de alguém.

Sobre a Autora

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados.

Sobre o Blog

Se Conselho Fosse Bom é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas.