Topo
Se Conselho Fosse Bom

Se Conselho Fosse Bom

Categorias

Histórico

“Estou ficando com uma mulher casada cujo marido está em coma. E agora?”

Karin Hueck

04/10/2019 04h00

Que situação, hein, amigo? (iStock)

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br 

Se ele morrer, ficaremos juntos

"Conheci uma garota da minha idade, estudamos juntos, mas a nossa situação é… peculiar. O marido dela está em coma há 3 anos. Já estamos nos envolvendo há 3 meses e estamos nos dando superbem. Até pelo fato de eu ser muito carinhoso, e ela também. Ela me diz que, assim que se regularizar a situação dela, ou ele voltar à consciência ou morrer, ficaremos juntos. Devo continuar nessa situação?"  Ass.: Eu não estou em coma

Caro rapaz que não está em coma,
Não acho que vocês estejam fazendo nada de errado. Faz três anos que o marido da sua namorada está em coma e ela tem todo o direito de tocar a vida. Não conheço os detalhes do estado de saúde do marido ou o quê exatamente os médicos dizem, então só ela poderá saber se esperar ele acordar é uma expectativa realista. Se não for, acho que você deve ter paciência com ela. Para você, ela é uma mulher desimpedida, mas, para ela, ela continua casada. Para ficar com você de vez, ela precisa aceitar que o casamento acabou e que o marido provavelmente não vai voltar. Isso pode demorar mesmo. Talvez ela queira continuar sendo a cuidadora do marido mesmo se estiver com você, talvez tenha dificuldade em explicar para a família que conheceu outra pessoa. De qualquer jeito, dê mais um tempo para ela tomar uma decisão. Para todos os efeitos, vocês já estão juntos, afinal.

Veja também

Caso com quem não amo?

"Antes de ficar noiva, eu saía com rapaz de outra cidade. Nos envolvemos e ele falou que ia voltar para me ver, mas sempre acontecia alguma coisa e ele acabava não vindo. Ainda assim, vivia dizendo que estava com saudades. Nesse meio tempo, encontrei uma pessoa maravilhosa que me trata com rainha e diz que me ama. Nós ficamos noivos, mas eu ainda amo a outra pessoa. Eu fico meio perdida porque sempre quis construir uma família. Mas não o amo e sim o rapaz da outra cidade". Ass.: Noiva, quase para casar

Cara noiva quase para casar,
Não case com ninguém: nem com o seu namorado, porque você não gosta dele – e nem com o moço da outra cidade, porque, se ele nunca foi para a sua cidade te visitar enquanto vocês estavam juntos, parece que ele não gosta de você. 

Apaixonada pelo doutor, mas com medo

"Trabalho num hospital há 6 anos e sempre tive um amor platônico por um médico. Quando comecei a trabalhar lá, ele namorava e eu era casada. Hoje a situação é bem diferente. Eu me divorciei e ele se separou da namorada. Pois bem, um dia consegui o contato dele e começamos a conversar. Ele me convidou para ir no consultório dele — e aí aconteceu o que previa. Rolou um sexo. Mas ele não sabe desse meu sentimento por ele. Tenho medo de me declarar e ele achar que estou interessada na condição financeira dele. Ou tenho medo de me declarar e ele querer que eu vá no consultório de novo. Tenho vontade de chamar ele para sair e comer uma pizza, mas morro de medo de ele se afastar. O que faço, me ajude!" Ass.: Não sou paciente

Cara não-paciente,
Chame ele para comer uma pizza. Pelo que você contou, parece que ele está mais interessado em sexo do que em namoro, mas realmente não dá para ter certeza a essa altura. Você não precisa se declarar. Convide-o para comer ou beber alguma coisa. Se ele disser para você ir direto no consultório, diga que você prefere ir mais devagar e conhecê-lo melhor. Se ele não topar, você já sabe. Mas seria bom também para você conversar um pouco com ele para saber se isso tudo que está sentindo é realmente uma paixão ou puro platonismo.

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Sobre a Autora

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados.

Sobre o Blog

Se Conselho Fosse Bom é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas.

Se Conselho Fosse Bom