PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

“Meu namorado está se recusando a ficar de quarentena. O que eu faço?”

Karin Hueck

27/03/2020 04h00

Oi. Eu namoro há 2 anos, mas moramos em casas separadas. Desde que começou a epidemia do coronavírus, eu decidi ficar em isolamento porque posso trabalhar de casa. Meu namorado também foi liberado de ir pro escritório – mas ele se recusa a ficar dentro de casa porque acha que "estão exagerando demais". Eu entendo que tem muita gente que não tem a opção de se isolar, mas ele tem! Ele diz que não fazemos parte do grupo de risco e não temos contato com idosos (minha família mora em outra cidade), então não corremos perigo. O que eu faço? Eu o amo muito.
– Quarentenada
– Cara quarentenada
Infelizmente, seu namorado é irresponsável e ignorante. Qualquer pessoa que pode ficar em casa nesse momento e não fica está colocando a vida dos outros em risco. Sabemos que os governantes brasileiros ainda estão batendo cabeça sobre o assunto, mas a ciência não tem dúvidas: é preciso evitar o número de contaminações agora, hoje, neste segundo. E isso quer dizer ficar em casa. O Covid-19 não mata apenas idosos: mostre para ele que metade dos pacientes graves da França tem menos de 65 anos. A OMS já alertou que a doença é perigosa para os jovens também. Os contaminados estão morrendo antes de conseguirem ser atendidos nos hospitais da cidade mais rica do mundo. Se nem assim ele entender, faça a única coisa que você pode controlar nesse momento: diga que você se recusa a encontrar uma pessoa que te coloca em risco à toa.

Veja também:

Tenho uma dúvida cruel. Sou casado há 25 anos, sempre valorizei meus filhos, mas a relação não está boa! Acho que virou rotina. Conheço uma amiga que faz tempo que não mandava emails ou tinha contato, e agora ela apareceu e insiste que a gente se encontre para a gente se entender. O que faço?
– Tentação à porta
– Caro tentação
Sei que você me escreveu antes do coronavírus, mas acho que as limitações que a epidemia trouxeram acabaram te dando o melhor conselho possível: não mexa nesse vespeiro. É claro que um casamento de 25 anos cairia na rotina: imagina se fosse uma montanha-russa há duas décadas e meia? É muito tentador imaginar o que poderia ser diferente nas nossas vidas, mas não me parece que você está particularmente interessado nessa mulher – apenas está a fim de alguma emoção. Aproveite o tempo em casa e tente diferenciar se você não gosta mais da sua esposa ou apenas está entediado. Se for tédio, pelo menos o noticiário resolveu esse seu problema.

 

Sobre a Autora

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados.

Sobre o Blog

Se Conselho Fosse Bom é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas.

Se Conselho Fosse Bom