PUBLICIDADE

Topo

Histórico

“Meu marido me chamou de ‘oca’ depois que tirei meu útero. E agora?”

Karin Hueck

26/06/2020 04h00

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br

Imagem: Pexels

Sou casada e não consigo parar de trair meu marido. Sou casada há trinta anos e por um longo tempo sofri abuso moral. Primeiro, pelo fato de eu ter muito tesão e lubrificar bastante: ele reclamava que eu "melava" demais. Depois, ele reclamava da minha vulva, dizendo que tinha muita pelanca. Quando eu fiz histerectomia, ele disse que eu era "oca" agora. Sem falar nas vezes que me traiu. Sofri muito, mas quando acordei pra vida, comecei a observar outros homens. Foi então que comecei a traí-lo, tomei gosto pela coisa e perdi as contas de quantas vezes eu fiz. Agora ele tomou conhecimento dos meus casos, e veio me propor termos um pelo outro mais "respeito e confiança". Porém, confesso que não tenho a menor vontade de parar, porque, enquanto eu cuidava de crianças e construía a família dele, ele vivia de boêmia e não me respeitava como eu merecia. O que devo fazer?
– Agora é a minha vez
– Cara Agora é a minha vez
Realmente, não sei como você reconstruiria o seu casamento com "respeito e confiança" depois de todo esse histórico. O que o seu marido falou para você ao longo dos anos foi horrível – nenhuma pessoa deveria ouvir essas crueldades. É completamente compreensível que você tenha perdido o respeito por ele e procurado outras companhias. Me pergunto apenas por que você ainda acha que precisa ficar casada. Pelo que eu entendi, seus filhos estão crescidos e você não parece estar sofrendo de solidão. O que você ganha ficando o homem que te tratou de forma terrível por todo esse tempo? Se você não quer parar de ver outras pessoas, você também pode parar de trair o seu marido separando-se dele.

Veja também:

Namorei por 6 meses e logo fui morar com a minha namorada. Já estamos juntos há nove anos agora. No começo do relacionamento, foi tudo certo, sempre estive por perto da minha família e dos meus amigos. Mas o tempo foi passando e a minha esposa foi me afastando de todos eles. Perdi festas de casamento, aniversários e diversas outras datas comemorativas sem poder estar ao lado de minha família. Hoje em dia, sofro de depressão e uma das causas é esse afastamento do seio familiar, pois sempre fui muito apegado a eles. Muitas vezes vou à casa de minha irmã sem a minha esposa e, todas as vezes, tanto a minha irmã, como a minha sobrinha, perguntam porque ela não veio. Muitas vezes me pergunto por que estou nessa situação.
– Afastado
– Caro Afastado
Você não explicou o que exatamente a sua esposa faz para te manter afastado da sua família, mas me parece que coisa boa não é. Impedir o companheiro de ver as pessoas próximas é um dos comportamentos típicos de um relacionamento abusivo, e vale questionar o namoro por causa disso, sim. O sinal mais claro de que isso está te fazendo mal é o seu quadro depressivo. Conte para a sua irmã ou os seus pais como você está se sentindo para que eles possam te apoiar. Se for o caso, procure a ajuda profissional de um terapeuta também – talvez assim você possa perceber o tamanho do estrago que a sua mulher está te causando.

Sobre a Autora

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados.

Sobre o Blog

Se Conselho Fosse Bom é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas.