PUBLICIDADE

Topo

Histórico

“Socorro! Vou me casar na pandemia, e minha família toda quer se aglomerar"

Karin Hueck

31/07/2020 04h00

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br

Imagem: Pexels

Namoro há muitos anos e, devido à minha família conservadora (que faria da minha vida um inferno se eu morasse com meu noivo antes de casar), tive que adiantar o meu casamento, que seria em 2021, para ficarmos juntos durante essa pandemia. Além disso, queria ficar longe de meus pais, pois estes não respeitam o isolamento e querem voltar a frequentar academia e salão de beleza. Demos entrada no cartório e na igreja, ficando inicialmente acordado que, pelo fato de a mãe dele ter uma saúde muito frágil, só iriam o padre, os noivos e duas testemunhas (minha irmã e meu cunhado). Um pouco depois desse combinado, após pressão dos pais para assistir ao casamento, resolvi (a contragosto do meu noivo) flexibilizar o combinado, para que os pais comparecessem. Meu irmão, que é médico e cuja esposa está grávida, ficou de fora, e isso tem gerado muitos transtornos. Minha família e minha sogra acham que não tem problema se forem todos de máscara, luvas, passarem álcool gel nos bancos e ficarem distantes um do outro. (Todos são profissionais da área da saúde.) Por outro lado, meu noivo acha que, se a mãe dele aparecer com covid após o evento, nosso casamento acabará. Meus irmãos acham que, se seguirmos o inicialmente combinado, ficarão todos com raiva de nós. Entendo o medo do meu noivo e receio começar meu casamento tendo problemas com minha família de origem e com minha nova família. Como resolvo esse impasse?
– Noiva do corona
– Cara noiva do corona
Que situação confusa. Não me parece ser possível encontrar uma solução que agrade a todos e seja 100% segura –e, mesmo que você consiga, algo me diz que logo novas exigências aparecerão. Mais do que uma questão sobre a pandemia, esse seu casório parece ser um presságio de como vai ser o resto da sua vida de casada: todo mundo palpitando e você se desdobrando para atender as vontades de terceiros, quartos, quintos… Num mundo ideal, você já cortaria esse oba-oba pela raiz. Avise que vocês vão se casar sozinhos por causa da pandemia (troque os padrinhos por amigos ou desconhecidos, se for o caso) e que depois farão uma festa para a família inteira quando tudo passar. Sei que não é uma decisão fácil de ser tomada e já consigo ouvir daqui as reclamações da sua família inteira –mas abriria um precedente importante rumo à sua independência. Pelo menos nesse caso você sempre poderá usar a desculpa da pandemia para se justificar.

 

Veja também

Há três anos, conheci um rapaz que tinha uma namorada. Na época, eu tinha 17 anos e ele, 30. Nos beijamos e fomos ficando mais próximos. Quando comecei a realmente me apaixonar por ele, deixei isso bem claro, mas ele dizia não sentir o mesmo. Até que um certo dia, mesmo estando ainda com a outra, ele disse que estava começando a me amar. Dois anos se passaram dessa situação, até que, há um ano, ele terminou o relacionamento. Depois disso, começamos a sair juntos para bares, casa de amigos dele etc. Ele me busca na minha casa, conhece a minha mãe, mas nunca contou para a família dele sobre mim. Até que um dia a sobrinha dele descobriu que estávamos ficando e, em seguida, a mãe também. Mesmo assim, ele não quer me assumir para as nossas famílias, não quer frequentar minha casa nem me leva na dele! Ele disse que não tem motivos para isso, que o problema não é comigo, e sim com ele, mas que me ama e vamos ser muito felizes juntos. O que eu faço?
– Mais enrolada que novelo
– Cara mais enrolada que novelo
Infelizmente, você não tem motivos para acreditar nas coisas que o seu "namorado" te diz. Ele mentiu por anos para a ex dele. Depois escondeu você da família. Mesmo depois de confrontado, ele não apresenta nenhum motivo para seguir não te assumindo. (Eu suspeito que exista um motivo bem simples para isso, como uma terceira mulher ou a falta de interesse em se comprometer, mas jamais saberemos.) Tudo indica que ele vai continuar sendo desonesto nos próximos anos, se vocês ficarem juntos. Ele é um homem adulto que se envolveu com uma adolescente e não vê problema nenhum em enrolá-la por anos a fio. O melhor que você pode fazer é pular fora antes que você se machuque ainda mais.

Sobre a Autora

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados.

Sobre o Blog

Se Conselho Fosse Bom é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas.