PUBLICIDADE

Topo

“Há três anos eu minto a minha idade para a minha namorada. E agora?"

Karin Hueck

21/08/2020 04h00

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br

Imagem: Pexels

Namoro há três anos uma mulher incrível e nossa relação é maravilhosa. Ela é mais velha, tem 30 anos. Eu, por outro lado, minto que tenho 26, mas na verdade tenho 23. No começo, menti a minha idade, pois não tinha intenção de me envolver, e ela sempre mostrou resistência a caras mais novos. Mas acabamos nos completando de um jeito único. Ela sempre foi insegura por eu ser mais novo, o que me deu mais motivos ainda pra continuar mentindo. Como contar a verdade?
– 9vinho d+
– Caro 9inho d+
Infelizmente, não existe nenhuma outra forma de resolver a sua situação digna de comédia romântica sem falar a verdade. Se você já assistiu a alguma comédia romântica na vida, deve ter percebido que a origem de todos os problemas geralmente vem do fato de que alguém não está sendo sincero. Eu me compadeço de verdade por você, de estar cada vez mais submerso em uma mentira que começou muito mais inofensiva do que é hoje. E fico genuinamente surpresa pelo fato de a sua namorada nunca ter visto um RG seu, por exemplo. Mas cada dia que você deixar passar vai ser pior. Chame-a para uma conversa. De preferência, avise-a antes que você quer falar com ela. Na hora da conversa, faça um preâmbulo. "Sara Lúcia, preciso te contar uma coisa há muito tempo, e cada dia que passa eu fico mais nervoso de contar. Quero que você entenda que eu te amo muito, que eu levo nosso namoro a sério, que eu não falei nada antes por medo." E então diga a verdade. Não invente desculpinhas, diga que você sabe que foi o errado. E ressalte o quanto você gosta dela e que você segue sendo a mesma pessoa de antes. Talvez ela fique aliviada pela notícia ser "apenas" essa. Talvez ela precise de um tempo para pensar. Talvez ela fique com muita raiva ou volte muitas vezes ao assunto. Segure firme e seja constante em assegurá-la das suas intenções e dos seus sentimentos. Você obviamente gosta dela e acho que podem superar isso juntos.

Veja também

Olá, namoro há um ano e meio, tenho 31 anos e esse é meu primeiro relacionamento sério. Eu e minha noiva trabalhamos juntos e, há cerca de dois meses, um ex-ficante dela passou a trabalhar em um dos departamentos em que ela atende diariamente. Periodicamente, ela vem relatando que ele fica olhando pra ela e sendo gentil (coisa que, segundo ela, ele nunca havia sido antes). Detalhe, ele tem esposa e filho. No último fim de semana, ela recebeu uma solicitação dele no Instagram e ela aceitou sem me contar! E depois o seguiu de volta! Quando descobri fiquei muito chateado e bravo, pois, quando começamos a namorar, tanto eu quanto ela excluímos todos os ex de nossas redes sociais já para evitar problemas. Estou muito triste pois achei falta de consideração da parte dela. Fico constrangido também pois afinal de contas eu fico de bobo em meio a isso, não?
– Bobo eu?
– Caro bobo eu
A única coisa que eu acho meio boba é vocês terem excluído seus ex quando começaram a namorar. Todo mundo tem uma história e não dá para eliminá-la clicando em um botão de "desfazer amizade" -justamente porque os ex existem de verdade e podem aparecer por aí, digamos, numa segunda-feira no serviço. Se você está noivo dessa mulher, você precisa confiar nela ou o seu casamento vai ser uma tortura. Acho positivo o fato de ela te contar que o ex está lá e que lança olhares indiscretos, digamos. Se foi ela também que te contou a história do Instagram, melhor ainda. Se não foi, peça para ela sempre ser sincera com você e não ficar alimentando a sua insegurança com joguinhos. Agora, se ela fica te contando cada detalhe desse rapaz inconveniente para deixá-lo com ciúmes, pense se é realmente esse o tipo de relacionamento que você procura.

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Sobre a Autora

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados.

Sobre o Blog

Se Conselho Fosse Bom é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas.